14/11/2019 14h11 - Atualizado em 14/11/2019 14h21

Professores de Camaquã analisam possibilidade de adesão à greve da categoria

Grupo de docentes participa de mobilização da categoria em Porto Alegre
Por: Gil Martins - Foto: Divulgação
Professores de Camaquã analisam possibilidade de adesão à greve da categoria

Os professores de Camaquã e região, analisam a possibilidade de adesão à greve da categoria, convocada nesta quinta-feira (14) pelo Cpers Sindicato. Um protesto contra o pacote do governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, é realizado no dia de hoje em Porto Alegre.

A categoria contou com a presença de professores da rede estadual de Camaquã, durante a mobilização na capital gaúcha. A movimentação de professores foi grande na Praça da Matriz, em frente ao Palácio Piratini e à Assembleia Legislativa.

A presidente do Cpers, Helenir Schürer, confirmou a realização de uma greve do magistério, que inicia na próxima segunda-feira (18). A expectativa é de que a paralisação, sirva para sensibilizar os deputados, que irão votar o pacote na Assembleia Legislativa.

A reportagem da Acústica FM, conversou sobre o assunto, com professores da rede estadual de ensino. Neste primeiro momento, os docentes estão divididos sobre a adesão ou não a greve.

Os próximos dias serão de análise sobre o tema por parte dos professores. Os números totais sobre adesão em Camaquã, só serão conhecidos na próxima segunda.

Vídeo abaixo mostra a mobilização nesta manhã em Porto Alegre:

Deixar um comentário