18/10/2019 08h39 - Atualizado em 18/10/2019 08h39

Em Pelotas, governador lança Marco Zero do Inova RS na região Sul

Programa lançado em agosto tem como objetivo incluir o Estado no mapa global da inovação
Por: Secom RS Foto: Gustavo Mansur / Palácio Piratini
Em Pelotas, governador lança Marco Zero do Inova RS na região Sul

Em mais um passo para avançar na agenda de desenvolvimento do Estado, houve nesta quinta-feira (17), em Pelotas, o lançamento do Marco Zero do programa Inova RS na região Sul.

Com a presença do governador Eduardo Leite, o evento no Pelotas Parque Tecnológico deu continuidade ao plano de expansão do programa lançado em agosto, que tem como objetivo incluir o Estado no mapa global da inovação.

O Marco Zero é o momento de articulação entre sociedade, governo, empresas e universidades da região, que são os componentes da chamada “hélice da inovação”. A partir do encontro e da organização dessas esferas são formados os comitês técnicos e estratégicos que mapeiam as vocações empreendedoras do local e elaboram soluções para o seu fortalecimento por meio de projetos de inovação.

Até o momento, o Marco Zero já foi lançado nas regiões Central (Santa Maria), Produção e Norte (Passo Fundo), dos Vales (Lajeado), Serra e Hortênsias (Caxias do Sul), Região Metropolitana e Litoral Norte (Porto Alegre) e, agora, Sul (Pelotas). Em novembro, será a vez das regiões Noroeste e Missões e Fronteira Oeste e Campanha.

Em sua fala para o público do evento, o governador disse que com o programa o governo contribui para a construção do ambiente de interação entre os agentes da inovação, garantindo equipes de três técnicos responsáveis por esta mobilização em cada região. "Estamos criando o contexto para o encontro de talentos e de ideias que serão canalizadas para a transformação da economia pelo conhecimento. Também estamos trabalhando para um ambiente ágil e facilitador de negócios, com menos burocracia e mais estrutura para atrair investimentos", disse.

Estado com ecossistema favorável para inovação

O Rio Grande do Sul é hoje o quinto Estado brasileiro mais inovador e o quarto com maior competitividade global em setores tecnológicos, de acordo com o Índice Fiec de Inovação dos Estados de 2018.

Estão no RS três das melhores universidades do país, 27 polos tecnológicos, 24 incubadoras de empresas e mais de 1.000 startups, o que faz do Estado o segundo no ranking nacional deste tipo de empreendimento, atrás apenas de São Paulo de acordo com um levantamento da Associação Brasileira de Startups (ABStartup). O RS forma ainda mais de 2 mil doutores por ano, a segunda maior densidade do Brasil neste grau acadêmico, perdendo apenas para o Distrito Federal.

Para expandir esse potencial, a metodologia do Inova RS foi elaborada pela Secretaria de Inovação, Ciência e Tecnologia (Sict) em parceria com representantes do setor empresarial, universidades e polos tecnológicos de diversas regiões do Estado.

"É um programa que trabalha com audácia e tranversalidade para incentivar a inovação, que não é mais coisa de ficção científica, mas uma realidade que está mudando os modelos de negócio e de trabalho a partir do conhecimento. E não existe limite para a geração de riqueza através do conhecimento", disse o secretário de Inovação, Ciência e Tecnologia, Luís Lamb.

O foco do programa é explorar o ecossistema favorável para a inovação e fomentar uma nova economia baseada em conhecimento e tecnologia para formar, reter e atrair talentos e investimentos, gerando emprego, renda e desenvolvimento regional. O Inova busca ainda tornar o RS uma referência global em inovação até 2030.

Deixar um comentário