12/10/2019 14h19 - Atualizado em 12/10/2019 14h24

“Não tem como andar de carro na Rua Bento Gonçalves”, admite prefeito de Camaquã

Via deve ser a primeira a receber asfalto; Entrega de máquinas ocorre na próxima segunda-feira
Por: Valesca Luz / Acústica FM Foto: Daniel Nunes / Acústica FM
“Não tem como andar de carro na Rua Bento Gonçalves”, admite prefeito de Camaquã

Nesta segunda-feira (14) às 14h a prefeitura de Camaquã deverá entregar 45 novas máquinas e veículos para o município. O prefeito Ivo de Lima Ferreira acompanhado do secretário de Infraestrutura Rafael de Moura, o secretário de Agricultura Abner Dillmann, o secretário de Administração Marcus Maranata e o secretário da saúde Luciano Dias participaram ao vivo do programa Esquina Democrática deste sábado (12) explicando sobre o assunto.

Conforme o prefeito, na solenidade serão entregues 45 máquinas que já estarão disponíveis para uso das secretarias a partir de terça-feira (15). A usina de asfalto ainda deve demorar cerca de 45 dias para funcionamento, por motivos de liberações ambientais: “Se nós tivemos a coragem de comprar, teremos a coragem de fazer”, afirma.

Ainda segundo a entrevista, o Conselho de Governança do Município definiu que a Rua Bento Gonçalves deve ser a primeira a receber o asfalto, devido as condições atuais da via: “após o trabalho da Corsan a rua virou um transtorno, a solução é pavimentar”, disse Ferreira.

Até o final do próximo ano, o prefeito estima “mudar a realidade de Camaquã”, inicialmente as ruas Sete de Setembro e Luiza Maraninche também devem receber asfalto. Ainda algumas ruas de bairros da cidade irão receber o serviço. A secretaria da agricultura deve receberá 21 implementos e maquinas como escavadeira hidráulica, retroescavadeira, colheitadeira entre outros.

Confira a entrevista do programa Esquina Democrática:

“Não tem como andar de carro na Rua Bento Gonçalves”, admite prefeito de Camaquã
“Não tem como andar de carro na Rua Bento Gonçalves”, admite prefeito de Camaquã
“Não tem como andar de carro na Rua Bento Gonçalves”, admite prefeito de Camaquã

Deixar um comentário