10/10/2019 15h51 - Atualizado em 10/10/2019 15h51

Cooperativa estuda possibilidade de instalação de unidade em Camaquã

Área de 15 hectares foi oferecida para instalação da cooperativa na cidade
Por: Assessoria de Comunicação - Foto: Divulgação
Cooperativa estuda possibilidade de instalação de unidade em Camaquã

Após reunião da comitiva camaquense, composta por integrantes do Executivo Municipal, a Cooperja na cidade de Santo Antônio da Patrulha, realizada no mês de setembro, momento em que ficou agendada a visita do presidente da cooperativa, Vanir Zanatta, do gerente comercial, Vinícios C. de Moraes, os quais na manhã desta quinta-feira (10), acompanhados pelo gerente das lojas da cooperativa, José Porto, juntamente com Frederico Bartz Menezes, representando a AUD, Everton Garcia Pires, do Sindicato Rural de Camaquã e Arambaré, Marcelo Ferreira Ely, representando o IRGA e José Carlos Gross, da Associação dos Arrozeiros de Camaquã, estiveram reunidos na prefeitura.

O principal objetivo da visita a Camaquã, foi conhecer o potencial que o município pode oferecer para a implantação da Cooperja na região. Segundo o secretario Sidnei, há uma grande expectativa da implantação da cooperativa em Camaquã, tendo total apoio dos produtores de arroz, soja e principalmente do Executivo Municipal.

Na ocasião foi apresentada a área que poderá ser disponibilizada para a implantação do projeto em Camaquã, as margens da BR-116, próximo ao Posto 125, sendo grãos sua principal atividade, mas, havendo a possibilidade de investimentos em outros setores ligados a Cooperja, que atualmente trabalha com a fabricação de rações, sementes, produtos coloniais, lojas agropecuárias, postos de combustíveis e supermercados.

O prefeito Ivo, declarou que, “estamos à disposição para sermos parceiros”, em reunião com os representantes da cooperativa. Há um grande interesse de trabalhar com unidades para o recebimento de soja e arroz, abrindo possibilidades de implantar novas culturas na região da serra, segundo o presidente Vandir.

Após a reunião no gabinete do prefeito Ivo, a comitiva visitou a área disponibilizada pela prefeitura, que será de 15 hectares, para a possível instalação da cooperativa.

Em seguida foram recepcionados pela presidente do Sindicato Rural de Camaquã e Arambaré, Maria Tereza Mendes, onde foi apresentado a comitiva um vídeo, bem como levantamento sobre a cultura de arroz, soja e irrigação, demonstrando o potencial do município, participando de almoço com autoridades convidadas.

A presidenta do Sindicato Rural, Maria Tereza, falou que, “a nossa expectativa é grande por poder oferecer mais oportunidades para nossos produtores locais.”

Em seguida o presidente da cooperativa, lembrou que a Cooperja completou no mês de agosto 50 anos de existência, onde atualmente conta com 1800 associados e aproximadamente 700 colaboradores.

Ao final de sua fala, deixou claro que tentarão trazer para o município uma loja comercial, além de duas unidades para grãos, deixando claro que neste momento o projeto já conta com 4 votos favoráveis, anunciando que na próxima semana estará acontecendo assembleia com os associados, momento em que será apresentado todo o projeto para os associados.

Além da comitiva, participaram do almoço no Parque do Sindicato Rural, o vice-prefeito Jair Martins, presidente da ACIC, Paulo Pankowski, Evandro Verza, representando o CITES de Camaquã, representantes da AUD, produtores rurais e empresários do agronegócio.

Deixar um comentário