11/06/2019 09h54 - Atualizado em 11/06/2019 09h54

Estudantes realizam blitz contra feminicídio em Camaquã

Movimento tem como objetivo realizar ações de conscientização
Por: Kevin Oswaldt / Acústica FM Fotos: Valério Weege / Acústica FM
Estudantes realizam blitz contra feminicídio em Camaquã

Um grupo de estudantes da escola Oswaldo Aranha está realizando uma blitz contra o feminicídio e a violência à mulher. O movimento ocorre nesta terça-feira (11), até às 17h, na Esquina Democrática, situada no cruzamento das Ruas Olavo Moraes e Presidente Vargas, no centro de Camaquã.

Em entrevista concedida à reportagem da Acústica FM, a estudante Júlia Sampaio falou sobre a ação. De acordo com ela, os trabalhos começaram em março, em alusão ao Dia Internacional da Mulher: “resolvemos seguir adiante, temos planos de falar sobre como as mulheres se sentem após abuso e violência doméstica”, declarou.

A ação ocorre com o apoio da Rede de Atenção à Mulher (RAM) e conta com apresentações da banda da escola, a fim de chamar a atenção do público que passa pelo local. Os estudantes ainda estão arrecadando dinheiro, a fim de financiar novas ações: “nossa maior luta é contra o pensamento machista da sociedade”, explicou Júlia.

Confira a entrevista:

Estudantes realizam blitz contra feminicídio em Camaquã
Estudantes realizam blitz contra feminicídio em Camaquã
Estudantes realizam blitz contra feminicídio em Camaquã
Estudantes realizam blitz contra feminicídio em Camaquã
Estudantes realizam blitz contra feminicídio em Camaquã

Deixar um comentário