07/02/2019 16h47 - Atualizado em 07/02/2019 21h12

A história do camaquense com Leucemia que luta há um ano para conseguir tratamento

“Eu vou piorando enquanto espero pelo medicamento” disse Edemar Becker à reportagem da Acústica
Por: Valesca Luz/Acústica FM - Foto: Reportagem/Acústica FM
A história do camaquense com Leucemia que luta há um ano para conseguir tratamento

O camaquense Edemar Becker de 60 anos, aguarda há quase um ano por tratamento que tem o valor de aproximadamente R$ 50 mil por mês. Becker reside em Camaquã há 32 anos.

A equipe de reportagem da Acústica FM, registrou o depoimento dele na manhã desta quinta-feira (07). Edemar possui leucemia e pede na justiça o direito de obter o tratamento.

Ele afirmou que corre risco de morte com a ausência do tratamento adequado: “eu vou piorando enquanto espero pelo medicamento”, lamentou. Enquanto aguarda, ele realiza tratamento alternativo com objetivo de suprir a necessidade do remédio, no entanto provoca efeitos colaterais como dificuldade para dormir, pés inchados, dores no corpo e sinusite além de dificuldade de locomoção.

De acordo com ele, o tratamento é realizado no Hospital de Clinicas em Porto Alegre, mas a Secretaria de Saúde de Camaquã, fornece todo o deslocamento necessário. Ele sofre com a doença desde setembro de 2011 e no ano passado a situação ficou mais grave.

O tratamento custa entre R$ 50 e R$ 52 mil reis por mês. O pedido inicial dos laudos médicos indica que ele use no período de seis meses, mas corre o risco de tomar pelo resto da vida.

Edemar não é aposentado e não consegue trabalhar, ele recebe apenas auxílio doença dificultando então a maneira de obter o tratamento. Ele pede ajuda aos órgãos competentes.

Ouça a entrevista na íntegra, concedida na manhã desta quinta:

Deixar um comentário