11/10/2018 11h54 - Atualizado em 11/10/2018 11h54

Lesão de Marcelo Grohe dá a Paulo Victor sua maior chance no Grêmio

Goleiro enfrentará o Palmeiras e tem chance de atuar contra o River Plate, pela Libertadores
Por: Luís Henrique Benfica/Gaúcha ZH - Foto: Lucas Uebel/Grêmio
Lesão de Marcelo Grohe dá a Paulo Victor sua maior chance no Grêmio

Tal qual Paulo Miranda e Bressan, o paulista Paulo Victor, 31 anos, vive um desafio particular cada vez que é escalado. Enquanto os dois zagueiros ocupam a zaga do Grêmio nas ausências de Geromel e Kannemann, tidos como mitos pela torcida, é do goleiro a missão de ser o substituto do não menos incensado Marcelo Grohe quando o titular não pode atuar. É o que irá ocorrer domingo (14), contra o Palmeiras, no Pacaembu, e, talvez, frente ao River Plate-ARG, dia 23, na arrancada nas semifinais da Libertadores.

Sábado (6), no empate em 2 a 2 frente ao Bahia, ao entrar no intervalo devido à lesão muscular de Grohe, Paulo Victor deu início ao aquecimento para seu maior desafio na temporada. Se teve a infelicidade de sofrer o segundo gol da equipe baiana, foi recompensado ao evitar a derrota do Grêmio ao defender a cobrança de falta de Zé Rafael, nos minutos finais da partida.

Como não há prazo definido para que Marcelo Grohe, com lesão muscular, volte a atuar, ele completará contra o Palmeiras sua 15ª partida na temporada, incluído o amistoso de julho, contra o Corinthians. São 13 gols sofridos. Como Grohe passa a ser dúvida até para o jogo em Buenos Aires, talvez ele seja preservado contra o América-MG, dia 20, partida em que Renato utilizará uma formação reserva.

Paulo Victor recebe a chance com o aval de Mazaropi, goleiro que virou lenda do Grêmio pela participação nos títulos da Libertadores e Mundial em 1983. Embora ressalve a fase de Grohe, o ex-goleiro entende que o substituto já demonstrou sua competência nas oportunidades recebidas. No máximo, sofrerá com a falta de ritmo nos primeiros minutos.

— É a posição mais complicada do time, sobretudo pelo tempo de bola. Como o goleiro titular só sai por cartão ou lesão, por vezes é complicado para quem entra. Mas não há porque desconfiar de Paulo Victor — opina Mazaropi.

No Grêmio, Paulo Victor teve aquela que pode ser considerada a estreia dos sonhos de qualquer goleiro. Dia 6 de agosto de 2017, na vitória do Grêmio por 2 a 0 contra o Atlético-MG, na Arena, defendeu pênalti batido por Robinho aos 43 minutos do segundo tempo. As demais oportunidades para jogar vieram quando Renato, focado na Libertadores, usou time misto. Sobram elogios de Paulo Victor ao técnico, um dos responsáveis por sua vinda no ano passado, depois de rescindir contrato com o turco Gaziantepspor, por atraso no pagamento de salários.

— Além da confiança do grupo, tem o dedo bom para escolher os jogadores certos. Muitas vezes nos protege para blindar o dia a dia de trabalho — diz o goleiro.

Também com lugar garantido na galeria de heróis do Grêmio pela participação na Batalha dos Aflitos, que garantiu em 2005 a volta à Série A, Galatto destaca a vivência de Paulo Victor em um clube com o peso do Flamengo para apostar no seu êxito. Só lamenta que a chance apareça por força da lesão de Grohe, a quem admira.

— Ele tem boa reposição, se coloca bem. Quando teve oportunidade, correspondeu. A torcida pode confiar que ele saberá dar conta do recado — aposta Galatto.

Escolhido por Renato para o lugar de Kannemann, convocado pela seleção argentina, Bressan, a exemplo de Paulo Victor, recebe chance em um dos momentos-chave da temporada. Passa pelo sistema defensivo a possibilidade de o Grêmio seguir com chances de conquistar o título do Brasileirão.

— Enfrentamos o Flamengo com reservas e ganhamos de 2 a 0. Não é clichê. Todo mundo que está aqui tem condições de vestir a camisa do Grêmio — afirma Bressan, que, a exemplo de Paulo Victor, sabe o peso de entrar na vaga de uma lenda.

Paulo Victor pelo Grêmio

25 jogos

24 gols sofridos

Em 2018

15 jogos

13 gols sofridos

Paulo Victor em 2018

17/2 - Gauchão

Veranópolis 2x1 Grêmio

24/2 - Gauchão

Grêmio 3x0 Novo Hamburgo

28/3 - Gauchão

Grêmio 1x1 Avenida

28/4 - Brasileirão

Botafogo 2x1 Grêmio

9/5 - Copa do Brasil

Grêmio 3x1 Goiás

8/7 - amistoso

Corinthians 2x1 Grêmio

29/7 - Brasileirão

Chapecoense 1x1 Grêmio

4/8 - Brasileirão

Grêmio 2x0 Flamengo

12/8 - Brasileirão

Grêmio 4x0 Vitória

22/8 - Brasileirão

Grêmio 1x1 Cruzeir

25/8 - Brasileirão

Atlético-PR 2x1 Grêmio

1/9 - Brasileirão

Grêmio 4x0 Botafogo

15/9 - Brasileirão

Grêmio 2x0 Paraná

29/9 - Brasileirão

Fluminense 0x1 Grêmio

6/10 - Brasileirão

Grêmio 2x2 Bahia *

* o primeiro gol foi sofrido por Marcelo Grohe

Deixar um comentário