05/09/2018 11h00 - Atualizado em 05/09/2018 11h00

Primeiro grupo de venezuelanos deve chegar hoje ao Rio Grande do Sul

Primeiro grupo deve chegar a um dos abrigos na noite desta quarta-feira
Por: Thaigor Janke/Band-RS Foto: Divulgação
Primeiro grupo de venezuelanos deve chegar hoje ao Rio Grande do Sul

Parte dos 646 refugiados venezuelanos que irão migrar para o Rio Grande do Sul já iniciam o processo de mudança nas próximas horas. Leonardo Paschoal, Prefeito de Esteio, município que vai receber 221 refugiados está em Boa Vista, capital de Roraima. Por lá ele acerta os últimos detalhes da viagem.

Um primeiro grupo de 125 homens, sozinhos, já deve chegar a um dos abrigos na noite desta quarta-feira. “Já vamos ter esse primeiro contato com o grupo que irá nesse momento, para ter uma conversa com eles, entender essa realidade e acolher com mais qualidade essas pessoas”, destaca.

Esta será a primeira de quatro viagens que irão trazer as centenas de venezuelanos para o Rio Grande do Sul. Além de Esteio, o município de Canoas também vai abrigar 425 novos moradores do país vizinho.

O segundo perfil de imigrante, que incluem as famílias devem chegar a Esteio no próximo dia 13. “O primeiro grupo de homens ficará num único abrigo em Esteio, depois no dia 11 há um voo para Canoas, dia 13 recebemos mais um grupo de mulheres e casais com crianças, e no dia 18 Canoas recebe o restante dos refugiados”, explica.

A lista destes primeiros 125 refugiados que chegarão em Esteio está pré-definida de acordo com o prefeito da cidade. Alguns detalhes podem alterar uma pessoa ou outra da viagem. “Porque às vezes não tem algum documento que não tenha ficado pronto, ou não tem prazo de maturação de uma vacina necessária. Tudo isso a Polícia Federal, no centro de triagem, analisa”, afirma.

A Defesa Civil de Canoas estará recebendo doações de alimentos, cobertores e roupas para os refugiados. Os moradores podem auxiliar também como voluntários no processo de acolhimento.

Deixar um comentário