Economia

“Nós nunca fomos chamados pra conversar sobre esse assunto”, afirma Leite sobre ICMS dos combustíveis

Governador espera mais responsabilidade do senado em relação ao cálculo do imposto
Por: Airton Lemos/Camila Matos/Acústica FM
Publicado em: 18/10/2021 às 17h16
Atualizado em: 19/10/2021 às 10h41
“Nós nunca fomos chamados pra conversar sobre esse assunto”, afirma Leite sobre ICMS dos combustíveis Foto: Felipe Dalla Valle / Palácio Piratini

Foi apresentado na manhã desta segunda-feira (18), pelo Governador Eduardo Leite, um programa com objetivo de devolver o Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação pago por famílias de baixa renda.


Ao todo, serão 432.194 famílias beneficiadas que devem receber por ano R$ 400 pagos em quatro parcelas de R$ 100. O valor devolvido é baseado no total pago em tributos por essas pessoas por ano. O Devolve ICMS vai destinar R$ 175 milhões do tesouro.


Nesta manhã, o governador Eduardo Leite afirmou à reportagem da Acústica FM durante entrevista coletiva realizada no palácio Piratini, que a procuradoria geral do estado analisa possibilidades jurídicas caso o projeto que prevê a mudança no cálculo do ICMS dos combustíveis passe pelo senado e entre em vigor. O Piratini estima que se matéria passar no congresso, o estado deva perder em torno de um bilhão e meio de reais ao ano. Leite disse ainda que os governadores nunca foram chamados para debater o tema na Câmara e afirmou que espera mais responsabilidade do senado em relação ao tema.

Questionado sobre a conduta no governador João Doria nas prévias do PSDB para presidência da república, Leite baixou o tom nas críticas a Dória e disse esperar um bom debate entre os dois. Vamos ouvir


O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), alfinetou o governador João Dória no final de semana por ter anunciado que não participaria do debate das prévias do partido, marcado para esta terça-feira (19). No sábado (16), Dória voltou atrás da decisão e disse que vai comparecer ao evento. O debate acontece no Rio de Janeiro e conta com a presença do ex-prefeito de Manaus, Arthur Virgílio, terceiro nome na disputa. O resultado da prévia está marcado para o dia 21 de novembro.