Search
Camaquã
27°C
Camaquã
27°C
Criminalidade

Mais de 9 mil armas e 40 toneladas de drogas foram apreendidas no RS em 2023

As apreensões representam um aumento de 12,5% em relação a 2022
Foto: Ilustração/Divulgação/Polícia Civil
Foto: Ilustração/Divulgação/Polícia Civil

Em 2023, a Secretaria da Segurança Pública do Rio Grande do Sul (SSP) conduziu operações que levaram à apreensão de mais de 9 mil armas e 40 toneladas de drogas, representando um aumento de 12,5% em relação a 2022. As forças policiais também efetuaram a prisão de mais de 123 mil indivíduos.

Receba todas as notícias da Acústica no seu WhatsApp tocando aqui!

Leonardo Santana, especialista em segurança pública, atribui os resultados positivos das operações da SSP a uma abordagem de inteligência, que envolve a coleta e compartilhamento estratégico de dados sobre criminosos para otimizar as operações.

“Ações conjuntas também foram um fator importante, juntamente com um olhar diferenciado para as fronteiras terrestres, que é de onde vem uma parte bem grande do que seria o ganho dos infratores e de suas redes. Diversas operações com a Polícia Rodoviária Federal ocorreram em 2023”, avalia.

O especialista destaca a cooperação entre a Polícia Militar e a Polícia Civil, que superaram diferenças e focaram no bem-estar do cidadão, considerado o elemento central na segurança pública.

Apreensões

Conforme o governo do estado, em março, durante a Operação Albuquerque, foi realizada a maior apreensão de ecstasy da história em Porto Alegre, totalizando mais de 17 mil comprimidos e outros itens, avaliados em R$ 2 milhões.

Em maio, a Operação Valorem, em São Leopoldo, resultou na maior apreensão de valores em espécie do Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico, totalizando R$ 824 mil, além de armas e drogas.

No mesmo mês, em Viamão, a maior apreensão de maconha do ano foi realizada, com 1,8 tonelada da droga, estimada em R$ 1,2 milhão.

A Operação Cerco Fechado em três fases nos meses de abril, junho e setembro, resultou em 1.385 prisões, incluindo 95 foragidos e nove adolescentes. A operação, coordenada pela SSP, visa monitorar e policiar áreas com altos indicadores criminais.

Em dezembro, a Operação Teia, com a Brigada Militar e a PRF, resultou em 14 prisões e apreensões de drogas e armas em Guaíba, Gravataí e Canoas. A Brigada Militar também apreendeu 71 armas em uma propriedade rural em Santo Antônio da Patrulha.

Com o apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF), a Polícia Civil incinerou 11 toneladas de drogas avaliadas em mais de R$ 45 milhões, totalizando quase 29 toneladas destruídas no ano.

Texto: Sophia Stein/Brasil 61

Tags: Criminalidade, Polícia, Rio Grande do Sul