Justiça

Jairo Jorge, prefeito de Canoas, é afastado do cargo em Operação do Ministério Público

MP-RS investiga suposta organização criminosa estruturada dentro da prefeitura de Canoas
Por: Lennon Haas
Publicado em: 31/03/2022 às 07h49
Jairo Jorge, prefeito de Canoas, é afastado do cargo em Operação do Ministério Público Foto: Divulgação/PSD

Uma decisão da 4ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça (TJ) determinou o afastamento imediato de Jairo Jorge (PSD), prefeito de Canoas. As informações foram apuradas por GZH.

A decisão ocorre após pedido da Procuradoria dos Prefeitos do Ministério Público (MP) do Rio Grande do Sul. A prefeitura de Canoas, assim como a casa de Jairo, estão sendo alvos de operação no início da manhã de hoje.

O Ministério Público investiga suposta organização criminosa estruturada dentro da prefeitura de Canoas.

O MP-RS, por meio da Procuradoria da Função Penal Originária e do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) – Núcleo Saúde), com apoio do 1º Batalhão de Polícia de Choque da Brigada Militar, desencadeia na manhã desta quinta-feira, 31 de março, a operação Copa Livre.

Estão sendo cumpridas 81 medidas cautelares contra 24 pessoas físicas e 15 empresas. Sete dessas empresas foram proibidas de contratar com o poder público e seis pessoas, afastadas dos cargos. Essas medidas cautelares estão sendo cumpridas em endereços comerciais e residenciais, em instituições e órgãos públicos de Canoas, Porto Alegre, São Paulo/SP, São Bernardo do Campo/SP, Barueri/SP, Santana do Parnaíba/SP, Nova Iguaçu/RJ, Niterói/RJ e Contagem/MG.