Avançar

Investimento de R$ 1,2 bilhão promete resolver problemas emergenciais na educação gaúcha

A quantia de R$637,2 milhões no ‘Aprende Mais’ pretende recuperar e acelerar a aprendizagem
Por: Nádia Martins/Acústica FM
Publicado em: 14/10/2021 às 18h03
Atualizado em: 15/10/2021 às 08h10
Investimento de R$ 1,2 bilhão promete resolver problemas emergenciais na educação gaúcha Foto: Nádia Martins/Acústica FM
Investimento de R$ 1,2 bilhão promete resolver problemas emergenciais na educação gaúcha Foto: Nádia Martins/Acústica FM
Investimento de R$ 1,2 bilhão promete resolver problemas emergenciais na educação gaúcha Foto: Nádia Martins/Acústica FM
Investimento de R$ 1,2 bilhão promete resolver problemas emergenciais na educação gaúcha Foto: Nádia Martins/Acústica FM

O investimento de R$ 1,2 bilhão em educação, anunciado pelo governador Eduardo Leite nesta quinta-feira (14), tem como objetivo solucionar problemas emergenciais na  estrutura das escolas públicas, implementar mais tecnologia e computadores para alunos em 100% das instituições de ensino, e pagar bolsas em dinheiro para estudantes do ensino médio buscando reduzir a evasão escolar.

Além dos recursos que serão investidos na infraestrutura das escolas, o programa Avançar a educação também vai pagar 29 mil bolsas de desenvolvimento aos professores da rede pública. Os educadores que quiserem receber o valor extra deverão realizar cursos de formação oferecidos pela secretaria da educação.  A reportagem da emissora conversou com o governador no local.

Questionada sobre a importância do investimento em tempos de pandemia, a secretária da educação do RS, Raquel Teixeira, destaca que o investimento é do tamanho do desafio que a educação enfrenta, com tantas perdas na aprendizagem e na saúde mental.

A quantia de R$637,2 milhões no ‘Aprende Mais’, que pretende recuperar e acelerar a aprendizagem com formação e matrizes de referência, contratando 4 mil profissionais, oferecendo bolsa formação para os profissionais envolvidos no programa, materiais didáticos para o desenvolvimento de materiais e formação, acompanhamento e permanência.

Ainda, R$ 243 milhões em investimentos em obras e tecnologia para melhorar a infraestrutura física e tecnológica das escolas, que terão laboratórios móveis com 30 chromebooks, plano de prevenção e combate a incêndio, adequação predial e tecnológica da secretaria da educação e coordenadorias, e a implementação de 56 escolas padrão.

Para o ‘Agiliza Educação’ serão destinados mais de R$ 228 milhões, que serão repassados e darão autonomia financeira para as escolas da educação básica e da educação profissional.

O programa também prevê investimentos na implementação do novo ensino médio, no aperfeiçoamento das avaliações de alunos, na aquisição de material didático e na reforma e transformação do Instituto De Educação Flores Da Cunha, em Porto Alegre. Além de servir para aprendizagem dos alunos, o instituto será transformado em centro de desenvolvimento de professores com instalação do museu escola do amanhã.