Search
Camaquã
21°C
Camaquã
21°C
Identidade

IGP orienta que não é preciso ter pressa para obter Carteira de Identidade Nacional

A informação de que o prazo está acabando é incorreta
Foto: Divulgação/IGP
Foto: Divulgação/IGP

Os postos de identificação do Estado realizaram a verificação de uma corrida da população para a obtenção da Carteira de Identidade Nacional (CIN), mas não é preciso pressa. Diante da grande procura neste mês de janeiro, o Instituto-Geral de Perícias (IGP) esclarece que não há urgência para obter a CIN. Como o modelo atual só perderá a validade em 2032, os cidadãos ainda têm bastante tempo para obter seu novo documento.

A informação de que o prazo está acabando é incorreta. O que terminou recentemente, em 11 de janeiro, foi o tempo limite para os Estados começarem a emitir a CIN, mas não o período para as pessoas fazerem o novo documento.

A diretora do Departamento de Identificação do IGP, Katia Reolon, tranquilizou a população a respeito dos prazos. “Não há necessidade de providenciar a confecção desse documento imediatamente. A população pode aguardar os meses de menor demanda, a partir de abril, para que se encaminhe com calma”, explicou.

A CIN, criada pelo Decreto Federal 10.977, de 23 de fevereiro de 2022, substituirá por completo a carteira atual, mas apenas na próxima década. Desde agosto de 2022, quando o Rio Grande do Sul iniciou a emissão das novas carteiras, o IGP já expediu mais de 630 mil novos documentos, o que representa, em média, mil identidades por dia.

Assim como ocorre com o modelo atual, no caso da CIN, a produção da primeira via é totalmente gratuita. A diretora reforçou que a isenção de taxa para emissão da primeira via é garantida em qualquer momento.

A CIN vai transformar a identificação do cidadão. A emissão do documento terá um padrão nacional e número único para todas as unidades da federação. A iniciativa tem o objetivo de melhorar os cadastros do governo, reduzir as fraudes e ampliar a segurança dos processos de identificação no Brasil.

O que a CIN tem de diferente da carteira de identidade atual?

As duas grandes diferenças são:

O número de CPF passa a ser usado como registro geral para identificação do indivíduo;

Disponibilização de uma versão digital, além do documento em papel.

A CIN digital só pode ser acessada por meio da conta e aplicativo gov.br, disponibilizada ao cidadão após encaminhamento no posto de identificação e emissão do documento físico. A CIN também possui um QR Code de segurança.

O que é necessário para obter a CIN?

  • Para encaminhar a confecção da Carteira de Identidade Nacional, o cidadão deve apresentar:
  • Certidão de nascimento, casamento ou de casamento com a averbação do divórcio;
  • Número de CPF.

Quanto tempo demora para obter a CIN?

O prazo de entrega da Carteira de Identidade Nacional está unificado no Estado inteiro. Dessa forma, após encaminhamento no posto de identificação on-line, com coleta de fotografia, assinatura e impressão digital por equipamento, o cidadão recebe sua CIN em até 30 dias úteis. Para postos off-line, onde a coleta de impressão digital é feita sem equipamento, o prazo é de 40 a 45 dias úteis.

Tags: Carteira de Identidade, igp, riograndedosul