Mundo

Homem negro é inocentado e solto após 42 anos preso injustamente

Ele foi condenado por júri formado somente por brancos e provas de única suposta testemunha nunca foram apresentadas
Por: Lennon Haas
Publicado em: 24/11/2021 às 09h33
Atualizado em: 24/11/2021 às 09h36
Homem negro é inocentado e solto após 42 anos preso injustamente Foto: Reprodução/ABC

Kevin Strickland, homem negro de 62 anos de idade, natural de Kansas City, nos Estados Unidos, foi libertado da prisão nesta terça-feira (23) após mais de 40 anos. Ele foi preso em 1979, após ser condenado por três assassinatos.

Após audiência probatória de três dias, o juiz James Welsh, do Tribunal de Apelações do Missouri, concluiu que Strickland foi condenado injustamente, e inocentou o homem. Conforme o magistrado, evidências utilizadas na época para prender Kevin foram refutadas e retratadas com o passar dos anos.

O juiz escreveu em sua decisão que foram apresentadas que "evidências claras e convincentes" que minaram a “confiança do Tribunal no julgamento da condenação". Ele também diz que nenhuma evidência física ligava Kevin Strickland ao crime e que uma testemunha-chave, antes de morrer, se retratou.

Na época, ele foi condenado por um júri formado somente por brancos e provas de única suposta testemunha nunca foram apresentadas.

Kevin Strickland afirmou, durante os últimos 42 anos, que estava em casa assistindo televisão quando os crimes ocorreram.

Ao deixar a prisão, ele disse o que sentia.

“Alegria, tristeza, medo. Estou tentando descobrir como colocá-los juntos”, desabafou.