Crueldade

Homem é investigado por adotar gatos, maltratar e depois matar os animais

Ele não foi preso em flagrante por falta de provas materiais
Por: Camila Mattos/Acústica FM
Publicado em: 22/10/2021 às 16h35
Homem é investigado por adotar gatos, maltratar e depois matar os animais Foto: Divulgação Polícia Civil

Um homem morador da cidade de Jóia, no Noroeste do Rio Grande do Sul, confessou para a Polícia Civil que adotava gatos pelas redes sociais, agredia e estrangulava os animais até a morte. Ele é investigado por crueldade contra animais domésticos e não foi preso em flagrante por falta de provas materiais.

De acordo com o delegado, Ricardo Miron, o caso chegou ao conhecimento da polícia através de denúncias de órgãos de proteção aos animais.

"Foram várias denúncias de vários órgãos de proteção aos animais, informando de possíveis maus-tratos e até morte de animais por uma pessoa que estaria buscando adoções nas redes sociais. Esses animais felinos estariam sendo doados a ele, e não teriam uma destinação. A gente não sabe o que aconteceu com esses gatos", diz.

Para a polícia, o homem disse que após matar os gatos estrangulados, ele os descartava em lixões. As autoridades, porém, ainda não localizou nenhum animal.

Um filhote foi encontrado junto ao suspeito. O animal não apresentava maus tratos e foi resgatado.