Search
Camaquã
17°C
Camaquã
17°C
Assalto a banco

Grande efetivo prossegue buscas por criminosos que assaltaram agência bancária

Nesta quinta, buscas estão concentradas em área de mata em Encruzilhada do Sul
Foto: Divulgação/Brigada Militar
Foto: Divulgação/Brigada Militar

Nas primeiras horas da manhã desta quinta-feira (08), equipes formadas por mais de 80 policiais mantinham as buscas por uma quadrilha que assaltou uma agência bancária na cidade de Amaral Ferrador. O crime foi praticado pelos criminosos na manhã desta quarta-feira (07).

Receba todas as notícias da Acústica no seu WhatsApp clicando aqui!

Moradores da localidade do Assentamento Padre Réus confirmaram a presença de viaturas no entorno da mata, que além da densa vegetação, a região é montanhosa, proporcionando dificuldades aos policiais. É por isso que o grupo conta com apoio de dois helicópteros do Batalhão de Aviação nas buscas.

Participam da ação, grupos do Choque da Brigada Militar e do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), da Polícia Civil, além de equipes do Batalhão de Operações Especiais (Bope).

A apuração das autoridades apontou que são quatro homens armados, possivelmente, com duas armas longas e duas pistolas. Um confronto entre brigadianos e assaltantes foi registrado na tarde desta quarta-feira, em uma estrada que fica na divisa entre Amaral Ferrador e Encruzilhada do Sul.

A troca de tiros aconteceu após os bandidos se depararem com uma viatura da Brigada Militar que estava realizando buscas. Foi então que eles abandonaram o carro e, após os disparos, fugiram para uma área de mata fechada, onde um cerco foi montado.

Um homem, que teria sido um dos autores do crime, é natural de Encruzilhada do Sul e é apontado como possível suspeito. Já tem antecedentes por crimes de roubo. Seu nome, por enquanto, é mantido em sigilo.

Uma corrente de ouro que seria dele foi localizada dentro da Ford Ecosport roubada.

Como foi o assalto ao Banrisul de Amaral Ferrador

Durante o assalto, ocorrido pouco tempo após a abertura da agência, os bandidos obrigaram ao menos dez pessoas a formarem um cordão humano em frente da agência. Eles estavam fortemente armados, com armas longas e também pistolas.

Durante a fuga, em uma Ford Ecosport de cor branca, os assaltantes levaram consigo dois reféns. Um deles é o gerente da agência e o outro, também é funcionário do banco. Mais tarde, os reféns foram libertos em pontos diferentes do trajeto de fuga. Um deles conseguiu caminhar até uma casa e pedir ajuda.

Um grande cerco foi formado pelas autoridades policiais. Esta é a terceira vez que a mesma agência é assaltada. Ataques semelhantes foram realizados por bandidos armados nos meses de maio, em 2021 e 2022.

Tags: Cidades, Costa Doce, Polícia, Região, Rio Grande do Sul