Política

Governador do RS assina termo de cooperação para monitoramento da qualidade do ar

Ranolfo destacou a importância da agenda ambiental alinhada com o desenvolvimento econômico
Por: Lennon Haas
Publicado em: 19/05/2022 às 17h12
Governador do RS assina termo de cooperação para monitoramento da qualidade do ar Foto: Itamar Aguiar/Palácio Piratini

O governador Ranolfo Vieira Júnior participou, nesta quinta-feira (19/5), no porto do Rio Grande, da assinatura de termo de cooperação técnico-científico entre a Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam) e a Portos RS.

O documento visa a cooperação entre os órgãos para uma melhor obtenção de dados sobre a poluição atmosférica do Estado, através da integração de três estações de monitoramento da qualidade do ar e meteorológicas mantidas pelo porto do Rio Grande à Rede Automática de Monitoramento da Qualidade do Ar (Ar do Sul). A Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura do Rio Grande do Sul (Sema) participa do acordo como parte interveniente.

O governador destacou a importância da agenda ambiental alinhada com o desenvolvimento econômico. “Aqui celebramos um termo de cooperação de extrema importância para a questão ambiental e que vai estimular também o desenvolvimento da região, promovendo mais segurança no licenciamento de novos empreendimentos”, afirmou.

A partir do termo assinado, a Portos RS se compromete a manter e operar as estações de monitoramento da qualidade do ar na região e fornecer diariamente à Fepam os dados das estações através de sistemas adequados e compatíveis com as especificações da rede.

Secretária do Meio Ambiente e Infraestrutura, Marjorie Kauffmann disse que a rede de monitoramento ganha em quantidade e também em qualidade de dados catalogados com as novas estações, pois as seis estações já existentes não contemplavam a região sul do Estado. “Estamos celebrando a possibilidade de termos um componente ambiental importantíssimo para o Rio Grande do Sul. As estações são essenciais para que tenhamos o planejamento e os relatórios anuais da qualidade do ar no nosso Estado e, com esses dados, licenciar empreendimentos, monitorar e propor políticas públicas que impactem na qualidade de vida das pessoas”, disse a secretária.

Também participaram da assinatura o diretor-presidente da Fepam, Renato Chagas, o presidente da Portos RS, Cristiano Klinger, secretários de Estado e o prefeito de Rio Grande, Fábio Branco.

Rede de monitoramento da qualidade do ar

A Rede de Monitoramento Automático da Qualidade do Ar da Fepam – Rede Ar do Sul foi implementada em 2001, através do Projeto Pró-Guaíba, com recursos de empréstimos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). A fundação monitora a qualidade do ar através de análises de equipamentos que utilizam princípios físicos e químicos. Os dados gerados são enviados para uma central, o que permite acompanhamento on-line da qualidade do ar e das condições meteorológicas, nos locais onde estão instaladas as Estações de Monitoramento.


Texto: Thamíris Mondin e Ascom Sema