Economia

FIERGS entende que elevação da taxa de juros não deveria chegar a 1%

Comitê de Política Monetária reajusta Selic para 12,75%
Por: Fábio Lima
Publicado em: 05/05/2022 às 09h07
FIERGS entende que elevação da taxa de juros não deveria chegar a 1% Foto: Valesca Luz/Arquivo/Acústica FM

O Comitê de Política Monetária (Copom) elevou em um ponto percentual a taxa Selic, para 12,75%, nessa quarta-feira (4). A decisão, segundo a Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS), leva em conta a persistência da inflação, que segue alta, mas a entidade entende que a elevação não poderia ultrapassar 0,75 ponto. “Com a continuidade do conflito do Leste Europeu e os efeitos da política ‘Zero Covid’ na China, vemos um cenário desafiador para as cadeias industriais, ainda em recuperação”, afirma o presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry, ressaltando que o crescimento da inflação ocorre não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Além disso, de acordo com o presidente, os juros no exterior começaram a subir muito tempo depois do que os juros brasileiros. “A taxa Selic saiu de 2% para 12,75% em pouco mais de 12 meses, um espaço de tempo muito curto. Os impactos desse aperto monetário ainda não se manifestaram completamente sobre a economia e a atividade começa a dar sinais de enfraquecimento. Esse quadro sugere uma postura mais cautelosa do Banco Central daqui para a frente”, diz. 


 Unidade de Comunicação do Sistema FIERGS