Plano 100 Dias

Equatorial Energia estuda construir subestação em Cerro Grande do Sul

Após assumir CEEE-D, proposta está inserida em Plano de 100 Dias
Por: Valesca Luz / Acústica FM / Victor Albuquerque - Foto: Ilustração / Selomar Bede / Arquivo / Acústica FM
Publicado em: 15/07/2021 às 15h24
Atualizado em: 12/08/2021 às 16h14
Equatorial Energia estuda construir subestação em Cerro Grande do Sul

A Equatorial Energia assumiu o controle da CEEE-D e estuda tecnicamente a construção de uma nova subestação em Cerro Grande do Sul. A proposta está inserida dentro do Plano de 100 Dias, em que prevê mais duas novas subestações em Porto Alegre e Santa Vitória do Palmar.

O Plano aponta investimento de R$ 18,8 milhões e 120 mil pessoas envolvidas na construção de Porto Alegre, R$ 8,5 milhões em investimentos e 36 mil pessoas envolvidas em Santa Vitória do Palmar. Já Cerro Grande do Sul, passa por estudo técnico, além da ampliação das já existentes, incluindo as subestações de Osório, Guaíba, Santo Antonio da Patrulha e Porto Alegre 7.

A cidade de Camaquã deverá receber mais de R$ 4,3 milhões através de repasse da dívida da CEEE-D. O repasse para os municípios gaúchos, deve ser de R$ 515 milhões. Segundo a Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs), os valores fazem parte do montante referente a parcela da dívida de ICMS da CEEE-D. 

Leia mais: Camaquã deve receber valores da dívida da CEEE na próxima semana

> Receba todas as notícias da Acústica no seu WhatsApp tocando aqui!

Com o Plano de 100 Dias, os objetivos do Grupo Equatorial Energia, nos primeiros anos, são tornar a empresa economicamente viável e combater a inadimplência, além de reduzir em cinco anos os índices de duração (DEC), atualmente em 19,31 horas (meta Aneel: 9,90 horas), e frequência (FEC) de interrupções, hoje em 9,99 vezes (meta Aneel: 7,68 vezes), todos acima das metas da agência reguladora. A CEEE distribuidora de energia atendia 72 municípios do Rio Grande do Sul.

A empresa busca maior confiabilidade e expansão à rede de energia e atendimento ágil à população por meio dos canais presenciais e digitais (internet, whatsapp), o Plano de 100 Dias prevê 2,4 mil ações e o envolvimento de 50 áreas da empresa.

> Siga a Acústica no Google notícias tocando aqui!

Além disso, o Grupo Equatorial também construirá sete novas linhas de distribuição, entre elas a de Viamão 3 até Águas Claras; 20 novos alimentadores de energia, 208 km de rede de distribuição, 87 mil novas ligações e 1,8 mil novas ligações com obras em linhas. A companhia manterá constante contato com o poder público, empresários, população e outros setores da sociedade, a fim de entender as demandas e as necessidades de investimento.

Leia mais: "Venda da CEEE-D viabiliza reforço na saúde e educação", afirma Eduardo Leite

Durante coletiva realizada na tarde desta quarta-feira (14) foi apresentado o novo presidente da Companhia, o engenheiro elétrico Mauricio Álvares da Silva Velloso Ferreira, atuando no grupo há dois anos. Ele tem passagem pela presidência da Equatorial Piauí e por empresas como a Companhia Energética de Brasília (CEB), Oi e Brasil Telecom. Ele deixa na antiga distribuidora um legado de determinação e resultados. As demais lideranças estão sendo definidas pelo grupo.

Passivo

O Grupo Equatorial Energia também se compromete a tratar o passivo da CEEE-D, o que beneficiará, principalmente, os municípios, que terão em dia os repasses de tributos aos quais eles têm direito. De acordo com os resultados do primeiro trimestre de 2021, a CEEE-D possuía aproximadamente R$ 8,5 bilhões em dívidas e, somente na liquidação do leilão, R$ 3,5 bilhões foram quitados, com os débitos atuais na casa dos R$ 5 bilhões.

Parte disso já foi repassado aos municípios: o Governo do Estado do Rio Grande do Sul, no ato do investimento do Grupo Equatorial Energia, repassou, no dia 6, às 497 prefeituras gaúchas, R$ 515 milhões referentes à parte do passivo tributário de ICMS da CEEE-D.

Sobre a Equatorial Energia

A Equatorial Energia se consolidou no cenário brasileiro, como uma holding de empresas de alta performance e grandes resultados, com forte atuação no setor elétrico nos segmentos de distribuição, transmissão, geração, comercialização, além da área de telecomunicações e serviços. As empresas que fazem parte do Grupo são: Equatorial Maranhão, Equatorial Pará, Equatorial Piauí, Equatorial Alagoas, CEEE-D no Rio Grande do Sul, Geramar, Equatorial Transmissão, Intesa, Equatorial Telecom, Sol Energia, Equatorial Serviços e, a mais recente aquisição, a CEA no Amapá.

Sobre a CEEE-D

A CEEE-D, atualmente pertencente ao Grupo Equatorial Energia, está presente em 72 municípios das regiões Metropolitana, Sul, Centro-Sul, Campanha, Litoral Norte e Litoral Sul e conta com mais de 1,8 milhão de clientes. A CEEE-D passou por um longo período sem investimentos e o momento é de recuperação, com obras que fortaleçam o sistema elétrico na área de concessão. O Plano de 100 Dias trará recursos para a concessionária e promoverá melhorias nos serviços e no atendimento ao cliente. O prazo de concessão remanescente é de 24 anos, até julho de 2045.