Preocupação

Em alerta: doze regiões gaúchas são notificadas com o segundo indicador do sistema 3As de monitoramento da pandemia

O anúncio foi feito pelo governo do estado na tarde desta quarta-feira (19)
Por: Airton Lemos
Publicado em: 19/01/2022 às 15h26
Atualizado em: 19/01/2022 às 17h06
Em alerta: doze regiões gaúchas são notificadas com o segundo indicador do sistema 3As de monitoramento da pandemia Foto: Foto: Silvio Ávila / HCPA/Divulgação

Das 21 regiões Covid do Rio Grande do Sul, 12 receberam o segundo patamar de preocupação do sistema 3as de monitoramento do estado. Portanto, essas regiões estão em situação de alerta.

Nesta quarta-feira (19), o estado contabilizou mais 21.122 casos confirmados de coronavírus nas últimas 24 horas. A atualização estabelece um novo recorde na média móvel diária de casos no RS e inclina ainda mais a curva de contágio.

Em situação de Alerta, cada região tem 48 horas para responder sobre o quadro regional da pandemia e apresentar um plano de ação a ser tomado, como adoção de protocolos mais rígidos, ações de fiscalização, entre outros.

Após isso, se o Gabinete de Crise considerar adequada a resposta da região, o plano de ação é imediatamente aplicado, e a localidade segue sendo monitorada pelo Gabinete de Crise e GT Saúde. Porém, se os especialistas não concordarem com a resposta, o governo estadual pode estipular ações adicionais a serem seguidas.

As regiões que receberam o alerta são:

Uruguaiana

Capão da Canoa

Novo Hamburgo

Canoas

Porto Alegre

Santa Rosa

Erechim

Passo Fundo

Pelotas

Caxias do Sul

Lajeado

Em live realizada no início da tarde desta quarta-feira (19), o Governador Eduardo Leite voltou a destacar o envio de um ofício ao Ministério da Saúde para que os recursos para os leitos de UTI do começo da pandemia sejam mantidos.

Conforme antecipado pelo Governo Federal havia antecipado, verbas extras para manter esses leitos em funcionamento não serão enviadas.

Em reunião do Gabinete de Crise com representantes das 21 macrorregiões de monitoramento da pandemia no Estado ocorrida na semana passada, um documento solicitando a manutenção do custeio de leitos clínicos e de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para o tratamento da covid-19 foi elaborado e enviado à pasta federal da saúde.

<iframe width="560" height="315" src="https://www.youtube.com/embed/NKa_LVRpjZ0" title="YouTube video player" frameborder="0" allow="accelerometer; autoplay; clipboard-write; encrypted-media; gyroscope; picture-in-picture" allowfullscreen></iframe>