Cuidados com as crianças

Dia das crianças: ONG diz que crianças até sete anos não devem ganhar brinquedos elétricos

Outra dica importante é verificar se o brinquedo é certificado pelo Inmetro
Por: Tony Ribeiro/Agência Brasil
Publicado em: 06/10/2021 às 10h30
Atualizado em: 06/10/2021 às 10h34
Dia das crianças: ONG diz que crianças até sete anos não devem ganhar brinquedos elétricos Testes medem a toxicidade contida nas tintas e a presença de chumbo. Foto: Ilustração/Pixabay

Vem aí o Dia das Crianças, data em que a maioria da garotada não quer saber de roupas, o presente tem que ser brinquedo. E na hora de escolher, pais e responsáveis devem ficar atentos aos produtos que adquirem para os pequenos, pois a escolha errada pode trazer muitos problemas.  Isso porque, na hora de comprar os presentes, os adultos nem sempre levam em conta a adequação do brinquedo à faixa etária da criança. É preciso observar também se o brinquedo é certificado pelo Inmetro e se ele pode provocar cortes ou ferimentos.

> Siga a Acústica no Google notícias tocando aqui

Tatiana Oliveira viveu esse drama quando o filho, Roberto, na época com 2 anos de idade, foi presenteado com um pequeno caminhão. O brinquedo continha partes de plástico e outras de metal. Tatiana conta como a brincadeira se tornou um problema: "A caçamba (do caminhão), você apertava um botãozinho, ela levantava, apertava de novo, ela baixava. E, aí, ele foi segurar o caminhão e a caçamba fechou no dedinho dele. O dedinho ficou roxo, machucou bastante. Depois eu observar melhor e, aí, realmente eu fiquei mais atenta”, afirma Tatiana.

O Instituto Bem Cuidar é uma Organização Não Governamental cujo compromisso é promover a proteção e o cuidado de qualidade com a infância e a juventude. A coordenadora do instituto, Erika Tonelli, alerta sobre os cuidados necessários na hora de comprar brinquedos para crianças. Segundo ele, "As recomendações são que quando vai comprar um brinquedo ele sempre tenha a certificação do Inmetro e seguir a faixa etária que está indicada a aquele brinquedo. Nunca dar brinquedos elétricos para crianças menores de 7 anos. Isso pode ocasionar queimaduras, então a gente recomenda que os brinquedos elétricos esperem, que eles estejam um pouco maiores", afirma.

> Receba todas as notícias da Acústica no seu WhatsApp tocando aqui!

Erika alerta, também, que os responsáveis avaliem os brinquedos com frequência porque, à medida que as crianças usam, podem passar a oferecer riscos.  Ela aponta quais são, atualmente, os principais causadores de acidentes: "A gente tem sido bastante procurado por esses brinquedos que causam queimaduras, os elétricos, e a questão da Slime, essas bolinhas de gel que tem causado alguns acidentes", afirma.

Segundo a Associação Brasileira dos Fabricantes de Brinquedos, antes de serem aprovados para a comercialização, os brinquedos passam por mais de 90 testes. Entre eles, estão os que medem a toxicidade contida nas tintas e a presença de chumbo, por conter elementos cancerígenos.

> Receba todas as notícias da Acústica no seu Telegram tocando aqui!