Educação

Cerca de 53% dos alunos devem retornar para sala de aula em Camaquã

Entenda como acontecerá ampliação do atendimento em setembro, após estratégias da Secretaria de Educação
Por: Valesca Luz/Acústica FM
Publicado em: 30/08/2021 às 11h39
Atualizado em: 30/08/2021 às 20h50
Cerca de 53% dos alunos devem retornar para sala de aula em Camaquã Foto:

Após planejamento junto as escolas, a Secretaria Municipal da Educação e Desporto de Camaquã, busca ampliar o atendimento presencialmente a partir do mês de setembro. Na manhã desta segunda-feira (30) o secretário de educação, Nelson Egon Geiger Filho, e secretária adjunta, Jaqueline Santos,, frisaram a importância do conhecimento e educação, após a vacinação contra a Covid-19 dos profissionais, em entrevista na Acústica FM.

No início do ano, cerca de 29% das famílias aderiram o atendimento presencial em Camaquã, neste período também foi trabalhado atividades por plataformas remotas. Neste segundo semestre, 53% dos alunos preferem retornar ao ensino presencial no município, segundo levantamento.


Conforme a Secretaria, durante o ano, não foi registrado foco de coronavírus dentro das escolas de Camaquã, a medida foi possível junto de ações realizadas através do Centro de Operação de Emergência (COE) e vigilância sanitária. Além deste trabalho, o avanço da vacinação, sistemas de capacitações profissionais e permissão para diminuição no distanciamento em sala de aula, possibilitaram a ampliação do atendimento presencial.

O aumento do número de alunos em sala de aula, também proporciona que estudantes residentes da zona rural possam ter melhor acesso à educação: “a sala de aula é um lugar totalmente seguro”, declara Geiger.

A rede de educação municipal conta com 589 professores, diretores e gestores além de 6200 alunos matriculados em 31 escolas.

Confira a entrevista em vídeo:

 ">