Agricultura

Boletim estiagem mostra perdas pontuais nas lavouras de arroz gaúchas

Os casos mais graves estão localizados na área Central do Estado
Por: Sérgio Pereira/Irga
Publicado em: 14/01/2022 às 16h32
Atualizado em: 14/01/2022 às 16h34
Boletim estiagem mostra perdas pontuais nas lavouras de arroz gaúchas Foto: Divulgação

O boletim da estiagem desta semana aponta que, apesar do clima, a situação da cultura de arroz irrigado nas seis regiões arrozeiras do Estado vem se desenvolvendo de forma satisfatória. Foram registradas, até o momento, apenas perdas e deficiências hídricas pontuais. Esses casos se agravam a cada dia, mas poderão ser amenizados se houver chuvas nas próximas semanas.

Esse é o segundo boletim divulgado pelo Instituto Rio Grandense do Arroz sobre a estiagem no RS, referente ao período de 7 a 14 deste mês. Os dados foram elaborados pelo Comitê de Monitoramento da Estiagem do Irga, a partir de informações coletadas junto aos produtores pelas equipes dos Núcleos de Assistência Técnica e Extensão Rural (Nates) da autarquia.

Os casos mais graves estão localizados na área Central do Estado. Conforme levantamento das equipes da regional, a situação vem se agravando principalmente nas lavouras irrigadas por pequenos rios e arroios, que já apresentam vazão insuficiente para irrigação, em especial nos municípios do 27º Nate de Candelária. Pelo menos 10% da área da região está com problemas de irrigação. Se não houver chuvas intensas nos próximos dias, as perdas na produtividade podem ser significativas.

A meteorologista Jossana Ceolin Cera, consultora do instituto, informa que há previsão de chuvas para sábado (15) e domingo (16), ainda de forma mais isolada. “Entre segunda (17) e terça-feira (18), a frente fria ganhará força, devendo provocar chuva mais intensa nas regiões de fronteira com o Uruguai. Depois, entre os dias 19 e 29 de janeiro, a chuva será intercalada por períodos de melhoria no tempo. Ou seja, chuva intercalada com períodos em que o sol aparecerá”, acrescenta a meteorologista.