Blogs

Publicado em 15/03/2021

As manifestações deram o recado?

Por: Gilberto Simões Pires

MANIFESTAÇÕES

O final de semana foi marcado por muitas MANIFESTAÇÕES, PROTESTOS E REIVINDICAÇÕES contra maus governantes que, de forma equivocada e/ou criminosa, resolveram decretar comprometedores LOCKDOWNS, nos seus estados sem dar a mínima para os responsáveis prefeitos, empresários e cidadãos que defendem, de forma responsável e segura, a abertura -cuidadosa- de todas as atividades industriais, comerciais e de serviços em geral.

PERMANÊNCIA NAS RUAS

Pois, por mais que devam ser aplaudidas e incentivadas todas as MANIFESTAÇÕES contra todas as AUTORIDADES DITATORIAIS, estou pra lá de convencido de que, uma vez tomada a decisão de IR PARA AS RUAS para PROTESTAR, todas e quaisquer MANIFESTAÇÕES só serão capazes de produzir os RESULTADOS DESEJADOS desde que os indignados permaneçam gritando, nas ruas e praças, até que suas pretensões sejam ATENDIDAS.

MÃOS VAZIAS

Lamento, portanto, contrariar aqueles que acreditam que PARTIR PARA AS RUAS em data, hora e local marcados e no final da jornada voltam para seus lares com a voz rouca, mãos vazias e pleitos não atendidos, é uma legítima furada. De novo: quem se dispõe a PROTESTAR contra INJUSTIÇAS, como é o caso dos LOCKDOWNS impostos por governantes insensatos e criminosos, só estará satisfeito quando a JUSTIÇA for restabelecida. Mais: jamais se deixem levar por falsas promessas, mas por decisões efetivas.

NECESSÁRIA DESOBEDIÊNCIA

No caso das MANIFESTAÇÕES do final da semana, onde a gritaria tinha como alvo o estúpido LOCKDOWN, em momento algum os líderes das entidades INDUSTRIAIS, COMERCIAIS E DE SERVIÇOS propuseram uma necessária DESOBEDIÊNCIA contra as determinações de manter fechadas as atividades NÃO ESSENCIAIS (que só governador define como tal).

ABRIR AS PORTAS

Em nenhum momento apareceu algum líder para sugerir, por exemplo, que bastaria a vontade de 50% (não precisa ser a totalidade) de comerciantes prontos e decididos a ABRIR AS PORTAS DE SEUS ESTABELECIMENTOS para mostrar que não haveria policiamento suficiente para impedir os descumprimentos. Da mesma forma nenhum meio de comunicação teria pessoal suficiente para dedurar os valentes, corajosos e decididos empresários e consumidores dispostos a vender e comprar qualquer coisa.

CHORO DOS DERROTADOS

Na real, o fato é que as INDIGNAÇÕES de MANIFESTANTES do tipo que não permanecem firmes e irredutíveis nos seus pleitos, além de não provocar os efeitos necessários ainda mostram a cara do velho e cansado MIMIMI, onde os desabafos que se confundem mais com o choro dos derrotados.

 

Deixar um comentário