Blogs

Publicado em 04/01/2021

A esperança e o esperado

Por: Gilberto Simões Pires

2021: UM ANO CARREGADO DE MUITA ESPERANÇA

Considerando o fato de que 2020 foi um ano marcado por trágicos efeitos das estúpidas PARALIZAÇÕES e/ou LIMITAÇÕES que atingiram em cheio pessoas e empresas, sendo que muitas com requintes de crueldade, isto confere a plena certeza de que, comparativamente, o ano de 2021 já nasce coroado como um período muito positivo, carregado de muita ESPERANÇA. 

O ESPERADO ESTÁ ACIMA DA ESPERANÇA

Este enorme entusiasmo que visivelmente se mostrou estampado em todos os semblantes daqueles com os quais cruzei nestes últimos dias, demonstra, claramente, que o tamanho da ESPERANÇA supera em muito tudo aquilo que é possível ESPERAR, a considerar o descomunal peso das DROGAS que ao longo do tempo foram acondicionadas nas malas do nosso empobrecido Brasil, por governantes incompetentes e safados e, mais recentemente, por miseráveis e injustos ministros do STF.

SAIR DA ZONA DE INDIGNAÇÃO

Pois, para manter o ânimo que dá margem ao elevado grau de ESPERANÇA que embalou a entrada de 2021, é fundamental que o povo brasileiro saia, definitivamente, da ZONA DA INDIGNAÇÃO, que só aumenta o sofrimento, e trate, o quanto antes, de assumir a posição de um efetivo VIGILANTE DOTADO DE AÇÃO.

MOTOR DA REVOLTA

Se algum leitor ainda estava procurando um combustível para poder acionar o MOTOR DA NECESSÁRIA REVOLTA contra tantos desmandos, sugiro a leitura do artigo escrito pelo brilhantes jornalista J. R. Guzzo, publicado ontem, 3, no Estadão, que inicia com o seguinte parágrafo -Talvez pela RUINDADE SEM LIMITES DOS POLÍTICOS BRASILEIROS, talvez POR CAUSA DA FALÊNCIA GERAL DOS ÓRGÃOS QUE VAI DEGENERANDO CADA VEZ MAIS A VIDA PÚBLICA NACIONAL, talvez PORQUE OS PODERES LEGISLATIVO E EXECUTIVO RARAMENTE FORAM HABITADOS POR GENTE TÃO FROUXA QUANTO HOJE, TANTO NAS IDEIAS COMO NA CONDUTA, ou talvez POR TUDO ISSO AO MESMO TEMPO, o fato é o seguinte: OS MINISTROS DO STF DECIDIRAM QUE NÃO HÁ MAIS NINGUÉM NO GOVERNO DA REPÚBLICA, E QUE CABE A ELES MANDAR NO BRASIL.

DOIS PROBLEMAS

Mais: é importante que todos se deem conta de que NESTE MOMENTO, como afirma Alberto Ramos, diretor de pesquisa econômica do Goldman Sachs para a América Latina, o BRASIL se depara com DOIS PROBLEMAS: o PANDÊMICO e o ENDÊMICO. O problema pandêmico tem a ver com o Covid, que eventualmente vai ser resolvido com tempo e com uma vacina. O problema endêmico, por sua vez, já dura 20 anos, que é um problema de BAIXO CRESCIMENTO, BAIXO INVESTIMENTO , BAIXA PRODUTIVIDADE, BAIXA INSERÇÃO NAS CADEIAS DE PRODUÇÃO GLOBAIS, BAIXA INTEGRAÇÃO COMERCIAL E BAIXO NÍVEL DE CAPITAL HUMANO RELACIONADO À PRODUTIVIDADE.

ALINHAMENTO

Ora, partindo das incontestáveis afirmações acima descritas, o que nos resta é arregaçar as mangas e tratar de fazer com que a ESPERANÇA que foi, e está sendo depositada no ano de 2021 esteja perfeita e devidamente bem alinhada com aquilo que é possível ESPERAR em termos de realizações neste período que se inicia.

 

Leia no ESPAÇO PENSAR + : VAI PRA CUBA! E LULA FOI - por PERCIVAL PUGGINA. Para ler acesse o link: https://www.pontocritico.com/espaco-pensar

Deixar um comentário