Blogs

Publicado em 13/03/2020

O risco de ser feliz?

Por: Simone Cortez

Se a vida está boa ela simplesmente está, embora perdure a eterna insatisfação humana em querer sempre mais. Buscamos um objetivo e com toda certeza são as metas que nos impulsionam e nos mantém vivos, mas é na estabilidade da vida que se encontra a paz. Se escolhemos nossa profissão, viajamos no verão ou no inverno, percorremos o mesmo trajeto diariamente para o trabalho e pagamos nossas contas, não basta! Fuzilamos essa vida feliz, essa boa rotina, emoldurando-a num quadro de chatice, mas que chatisse há nisso?

Que vida feliz pagar os boletos, comprar uma roupa nova para o aniversário do primo, brigar com as crianças para entrarem no banho, pelo mate amargo com os amigos e familiares, torcer pelo time de futebol tomando uma gelada, praticar exercicios; e no verão, nos vemos na mesma praia, com velhos e alguns novos amigos, naquela simplicidade que consideramos sem graça, jogando nossa felicidade no lixo por querer mais. Porque não podemos ser felizes na nossa doce mesmice?

Se acredita que limpar sua casa e arrumar o jardim é chato, lembre-se de quem não tem. Você tem saúde? Então deguste o sabor da sua rotina feliz, dê toques coloridos a ela, sem precisar virar a mesa. Insatisfação desencadeia depressão. Mais gratidão a tudo que você construiu uma vida inteira, e não refiro só a casa e o carro, refiro-me às relações que mesmo imperfeitas você não vive sem, porque é assim, aos padrões de rotinas familiares que suou para serem encaixados no relógio; sua personalidade, seu estilo, suas aulas em dias de chuva e trabalhar com febre, então?

O passo foi suado? E agora quer sofrer tudo novamente? E quando você vai ser feliz? Valore sua caminhada! Menos frescura e mais paz. Ser feliz é agradecer essa chatice de rotina que te custou muita adaptação. A Incomodacão aqui, operadora de telefone ali é normal, gente! Adaptações, inclusões, exclusões, algumas mudanças para acomodar as coisas são necessárias sim, mas virar a mesa a todo momento é no mínimo um grande problema interno.

 

#dilemasdomundomoderno

Deixar um comentário