Blogs

Publicado em 06/09/2019

Certo pode ser, o que parece torto...

Por: Simone Cortez

Ao longo da vida eu costumava dizer que jamais faria isso ou aquilo, até o dia que me permiti a relações bem diferentes às que eu idealizei, também aventuras jamais admitidas como andar de barco e pular onde não dava pé. Fazer uma tatuagem era outra limitação, até o dia que resolvi fazer o desenho uma linda moça nas minhas costas no contexto do mar, o que me fascina; é claro, até conhecer as montanhas, que é outro plano a ser realizado.

Todos nós gostaríamos de ter um amor fácil e divertido, aquele do nosso jeito como se garimpássemos na fábrica com certificado de garantia, já há alguns, anos sento em rodas de amigos e sempre acabamos em longas reflexões acerca disso. Adoro e aprendo demais. São no chimarrão e na mesa de bar as situações mais cotadas em que o assunto sempre vem à tona! Tenho ótimas relações que me permitem absorver boas ideias e conhecimentos para vida, porque afinal, ninguém cruza no nosso caminho ao acaso. Observo tudo tão igual, só mudamos de endereço e cor de cabelo.

Na sua porta o ‘delivery’ entrega um amor que não tem nada a ver com o idealizado, você pode ter 15 anos ou ter passado dos 30, não importa! Lamento dizer, o pior é que está tudo certo. O pavor e o êxtase tomam conta na mesma intensidade e todos os dias nos fazem repensar se hoje não deve ser o fim, pois não veio numa carruagem e sim, na fila do supermercado, esbarrando na esquina, ou em qualquer local diferente desses que se busca por aí, e piora mais ainda, quando você nem buscou! Aí você pensa: vou me divertindo com os errados! Oh que torto ditado, não há nada errado, pois não cai uma folha da árvore sem a concessão divina, como é sabido por todos nós, ou você ainda realmente acha que nasceu sem resgates? Já negá-los, aí é problema seu.

Muitos de nós, observando a grama do vizinho, acreditamos erroneamente que lá está a vida perfeita e perdidos nas ilusões afetivas alheias, sedentos de intimidade, buscamos o perfeito, aquilo que não existe, o que existe é uma relação 'possível', mas nada é possível sem esforço. O certo pode ser o que parece torto. E é nessa relação possível que a alma vive as experiências mais sublimes, decifra os mistérios do coração e entende que o amor é destinado somente para os fortes. Estado de permissão, enfrentamento e mudança de padrão é o que te permite a evolução. Pode apostar!

Que venha a próxima pauta na roda de amigos!

#Dilemasdomundomoderno

 

Deixar um comentário