Blogs

Publicado em 17/05/2019

Como “aproveitar a vida” em tempos em que o dinheiro dita as regras?

Por: Simone Cortez

Incrível como atribuirmos um falso prazer naquilo que tem valor material. Depositamos nossa felicidade num futuro distante. Poupar mês a mês para comprar aquele carro, ou ainda realizar aquela tão sonhada viagem é uma solução, afinal o dinheiro é necessário num país capitalista.

Vale muito, traçar metas e esperar tais conquistas, a paciência, inclusive, é uma grande virtude nos dias de hoje, mas até lá, será que estamos fadados a viver por anos longe dos "braços da felicidade”, limitando-nos só para o dia que tivermos todo esse dinheiro?

Devemos aprender a nos aventurar na cozinha com uma receita nova, brincar mais com nossos animais, Iniciar um livro, tomar um bom mate, pois as riquezas são internas e o custo é praticamente zero. Caso contrário não faz sentido um celular “top de linha” se o whats não bipa? Uma bela casa se a campainha não toca? O que é fundamental e tristemente esquecido é o significado real da felicidade: enumerar “valores” é o principal suporte para viver uma vida plena, já contabilizar o “preço” é outra história.

Ah… e para os seus luxos, quando achar que agora sim, fantasiosamentente vai aproveitar a vida, pelo menos leve “quem” esteve com você na subida, pois o barato será descobrir que o que valeu foi a trajetória até o objetivo final e não o objetivo em si. Esse caminho todo é sua vida! Aproveite o presente, pois esses dias não voltarão e são esses dias que farão a sua história.

Deixar um comentário