Blogs

Publicado em 23/11/2018

Corremos para chegar a algum lugar, mas que lugar é esse?

Por: Simone Cortez - Foto: Divulgação

O que aconteceu com a humanidade? Porque corremos tanto? Às vezes nos sentimos oprimidos com tantos compromissos, tarefas a cumprir. Antigamente as coisas pareciam ter um resultado mais produtivo, o dia era mais longo, os filhos aprendiam outros valores, as pessoas eram mais respeitosas, o dinheiro chegava. Vejam, que incrível, o dinheiro chegava! Hoje, ao final do dia, só queremos mais duas horas; será que desaprendemos a otimizar nosso tempo? Será que o homem está realmente vivendo mais? As noites em claro nos falam que é como estivéssemos cada vez mais longe dos nossos sonhos e do “Mundo Ideal”. Mas que ideal é esse? Quantas horas verdadeiramente vivemos do nosso dia? Os minutos prazerosos se tornaram escassos, esmagados com "coisas" e esquecemos que nossa felicidade está nos pequenos momentos do agora.

Ah... as “coisas”! Não acredito, sinceramente, que a nossa missão aqui na terra seja vir para atender mil telefonemas, responder 200 mensagens de WhatsApp, trombar nas pessoas sem pedir desculpas, viver na rua segurando a bolsa para não ser assaltado, instalar mil programas de computador? Acumulando riquezas? O que significa riqueza para você? Caro amigo, ninguém precisa voltar para o tempo das cavernas, nos colocaríamos fora de contexto. A proposta é apenas preservar o essencial: valores da alma e saúde mental, do contrário daremos lugar ao egoísmo, à impaciência, à violência ao desamor.

Onde está a reunião de amigos, as brincadeiras não eletrônicas, os bons políticos, as risadas soltas, o livro, o abraço demorado, o período do dia que meditamos, o dia da semana que vamos à casa de Deus ou nos dedicamos a ele de alguma forma? Engraçado ter aqueles que falam: "ah sou tal religião e não praticante", ou pior "só acredito em Deus e ponto final"; depois, na hora do desespero, correm para uma casa religiosa em busca de socorro.

Já que temos tanto tempo para "valores vazios", seria no mínimo saudável, encontrarmos os verdadeiros valores e avaliarmos do que nossa alma tem se alimentado. “Você tem sede de que? Você tem fome de que?” (Titãs)

A felicidade está no ar! Aspire-a!

#Dilemasdomundomoderno

Por Simone Cortez

 

Deixar um comentário