SERRA GAÚCHA

Após manter companheira em cárcere privado, homem é morto em Farroupilha

Policiais foram recebidos a tiros e somaram cinco horas de negociações até invadir residência
Por: Valesca Luz/Acústica FM
Publicado em: 18/10/2021 às 15h53
Atualizado em: 18/10/2021 às 15h56
Após manter companheira em cárcere privado, homem é morto em Farroupilha Foto: Polícia Civil / Divulgação

O 36º Batalhão de Polícia Militar libertou uma mulher, de 58 anos, vítima de cárcere privado na cidade de Farroupilha, durante a noite deste domingo (17). Após cinco horas de negociações com o homem, de 51 anos, que mantinha a companheira em cativeiro e receber os policiais a tiros, ele reagiu a ação e morreu, após ser baleado. A mulher permaneceu presa por cerca de 10 horas.

Ao chegar no local, os policiais militares foram recebidos a tiros, mas nenhum servidor ficou ferido. A área ao redor da residência foi isolada e o Batalhão de Operações Especiais da BrigadaMilitar (BOPE) foi acionado para realizar a negociação com o indivíduo, os quais realizaram diversas tentativas de contato, mas poucas vezes obtinham retorno. Apesar do homem ser socorrido pelo Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU), ele não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital. A polícia foi acionada, após denúncia anônima relatando uma briga de casal.

Passadas o tempo de negociação sem êxito e diante do agravamento de condutas do causador de evento crítico (CEC), foi avaliado necessário realizar a intervenção ao local como alternativa tática para salvar a vítima. Ela foi resgatada sem lesões e as identidades não foram reveladas.