Justiça

Após 12 horas de julgamento, acusados de agressão a adolescente são liberados pela justiça

Ambos estavam presos desde a data das agressões e agora estão em liberdade
Por: Gil Martins/Acústica FM
Publicado em: 30/08/2021 às 20h50
Atualizado em: 31/08/2021 às 08h10
Após 12 horas de julgamento, acusados de agressão a adolescente são liberados pela justiça Tribunal do júri esteve reunido nesta segunda-feira. Foto: Gil Martins/Acústica FM

Por volta das 21h15 da noite desta segunda-feira (30), o juiz criminal Felipe Valente Selistre, proferiu sua sentença aos dois acusados de agredir um adolescente em abril de 2020 no centro de Camaquã. Naquela data, o menor ficou desacordado em via pública, após sequência de chutes e socos proferidos enquanto ele estava caído na calçada da Avenida Olavo Moraes.

O júri, após doze horas de julgamento, acatou as teses das defesas e afastou a ocorrência de tentativa de homicídio. O crime foi desclassificado para lesões corporais gravíssimas. 

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Os réus, que estavam presos desde a data do fato, foram liberados. Da decisão ainda cabe recurso.

O tribunal do juri se reuniu nesta manhã, para início do julgamento dos dois. A sessão teve começou às 09h e durou todo o dia, terminando somente a noite.

Na época, as agressões chocaram a comunidade, pela forma com que foram praticadas. Imagens de câmeras de segurança foram compartilhadas, possibilitando que a comunidade pudesse colaborar com a identificação dos envolvidos.

Em depoimento, os agressores disseram que estavam “com raiva” por causa de um desentendimento com outro elemento na praça Zeca Netto e decidiram descontar no jovem, que simplesmente passava pelo local.