Blogs

Ponto Crítico
pontocritico@pontocritico.com

Política e Economia

Publicado em 12/01/2018

SAIU O RESULTADO DO EXAME!

Por: Gilberto Simões Pires

Ontem, a Standard & Poor, uma das bancas examinadoras (agências de risco) que examinam a saúde econômica, financeira e política dos mais diversos países, depois de analisar com todo cuidado tudo aquilo que o Brasil fez e, principalmente, o que DEIXOU DE FAZER depois do afastamento da destruidora Dilma Petista Rousseff, deu a sua nota: REPROVADO!

RELATÓRIO

Diz o relatório da S&P, com total coerência, que as medidas tomadas pelo governo Temer, que foram aprovadas pelo Legislativo, contribuíram POSITIVAMENTE na formação da nota. O que pesou NEGATIVAMENTE, na decisão de levar o Brasil ao REBAIXAMENTO (BB para BB-), ou PAÍS ESPECULATIVO, foram as medidas que o Legislativo NÃO QUIS APROVAR.

DEZ ANOS

O que pouca gente sabe, ou não se deu conta, é que o Brasil, além de ter registrado DÉFICITS FISCAIS por sete anos seguidos, independente de qualquer REFORMA que venha a ser feita, já tem como certa uma sequência de, no mínimo, DEZ ANOS de ROMBOS. Ou seja, a encrenca já está garantida para 2018, 2019 e 2020. Se alguma coisa for feita, o resultado só aparecerá a partir de 2021. Que tal?

SURPRESA

A propósito: algum leitor do Ponto Critico recebeu a notícia da nota de rebaixamento aplicada pela Standard & Poor, com surpresa? Creio que não, pois tudo aquilo que escrevo, de forma exaustiva, e muitas vezes repetitiva, nos meus editoriais, impedem este tipo de sentimento. Aqui entre nós: o que realmente poderia causar alguma surpresa seria o Brasil recuperar o INVESTMENT GRADE. Algo simplesmente impossível, não?

REJEIÇÃO IRRESPONSÁVEL

O que mais me entristece, portanto, não é a NOTA DE REBAIXAMENTO. Esta já estava precificada pela nojenta disposição da maioria dos nossos deputados para REJEITAR, de forma absolutamente IRRESPONSÁVEL, as medidas que, indiscutivelmente, seriam capazes de dar algum alívio nas nossas CONTAS PÚBLICAS. De novo: apenas -ALGUM ALÍVIO!-.

CONTA DO REBAIXAMENTO

Para concluir este editorial volto a afirmar que ser OTIMISTA no nosso empobrecido Brasil é um sentimento que só cabe na cabeça dos tolos. Como a maioria do povo brasileiro se veste como tolo, pensa como tolo e age como tolo, nada mais lógico de que só os tolos podem ser OTIMISTAS.

Ah, não esqueçam que, no Brasil, o povo elege seus representantes para que eles defendam apenas os interesses do Estado e de seus servidores. Ou seja, além de não darem a mínima para os interesses de quem os elegem, ainda apresentam a conta elevadíssima sem a menor cerimônia. A conta do REBAIXAMENTO diz tudo!

 

Deixar um comentário