Blogs

Publicado em 04/01/2018

Opinião: nada deve atrapalhar a noite de sono de Ivo Ferreira

Por: Rodrigo Vicente

O prefeito Ivo Ferreira afirmou durante uma entrevista recentemente, de que tem perdido constantemente o sono nos últimos meses, em função dos dois processos de cassação em que tramitam na Câmara de Vereadores contra ele. Mas nada deve atrapalhar o sono de Ivo nesta noite, já que tudo indica que o prefeito seja absolvido pelos vereadores neste primeiro processo de cassação.

A minha conclusão se baseia a partir das articulações dos últimos dias. Ivo sabe que tendo o PMDB como aliado, ninguém tira ele da prefeitura. Oficialmente o PMDB não está no governo de Ivo Ferreira, mas, na prática, é questão de tempo para que o partido retome alguns postos perdidos após saída do governo João Carlos, no fim do ano passado. O PMDB foi vice de Robson Marques (PP), em chapa que foi derrotada por Ivo em outubro de 2016.

O relatório da Comissão Processante, que teve como relator o experiente vereador Marco Longaray (PT), apontou pela absolvição do prefeito, colocando uma pá de terra sobre a cabeça dos que acreditavam na saída de Ivo. Por falar em PT, alguns membros do partido avaliam que seria muito mais fácil vencer Ivo na eleição de 2020, do que um eventual governo de Jair Martins, vice de Ivo, que assumiria caso o prefeito fosse cassado nestes processos. Sem falar no fantasma do impeachment da presidente Dilma, que ainda assombra seus correligionários.

Jair tem larga experiência no comércio e, diferente de Ivo, é considerado de fácil diálogo e convivência. O carisma do vice-prefeito causou até mesmo ciúmes e chegou a motivar teorias conspiratórias de um grupo de apoiadores de Ivo, de que Jair estaria articulando com a oposição a queda do prefeito. Tudo balela! A verdade é que a simpatia e o protagonismo do vice-prefeito, incomodou sim o chefe do executivo. Jair pediu desligamento da Agricultura, pasta que coordenava desde o início do governo, já que estaria sofrendo “fogo-amigo” dentro do próprio governo que ajudou a eleger.

Não acredito que com o parecer da comissão apontando pela absolvição, e sem votos para derrubar o prefeito, algum vereador vote hoje pela cassação de Ivo. Já o cenário para o chefe do executivo na próxima denúncia, que deve ir a plenário em fevereiro, é bem diferente. Nesta outra comissão a relatoria ficou com Marcelo Gouveia (PSB), ex-líder de governo e atual oponente ferrenho do prefeito. Quanto maior o obstáculo para Ivo, maior será sua dívida com o PMDB. E a conta será cobrada.

 

Deixar um comentário